CONEXÃO SEM LIMITES

http://www.penhacronicasboselli.com/

Publicado por Cronicas/poesias/reflexões em Sexta-feira, 1 de março de 2019

Cronicas/poesias/reflexões

segunda-feira, 22 de junho de 2015

DESCRENTE

Estou descrente do amor.
Descobri que o amor não é eterno,não dura para sempre e que só existe durante um período de tempo.
Descobri que as vezes,quem eu amo não me ama,ou quem me ama eu não quero.
Fiquei descrente quando descobri,que é possível ser feliz com alguém que não amo,mas que gosta muito de mim.
Descobri que nem sempre é possível fazer sexo com quem se ama. E sou descrente no sexo desprovido de amor.
Por isso estou descrente.
Estou descrente na sincronicidade entre homem e mulher. Descrente de amores platônicos,novelescos.De amores de pele,venusianos,de cabaré,ou narcisistas.
Descrente do amor que não soma,não acrescenta,não contribui.
Descrente do amor que acaba,quando o tempo flui.

                                              *PENHABOSELLI*
                                                                                                                                                   MAAT / 2013